Dúvidas

    A seguir, uma série de perguntas e respostas sobre as dúvidas mais frequentes trazidas pelos clientes ao consultório:

 

  • Qual a diferença entre o psicólogo e o psiquiatra?

      O psicólogo é um profissional formado em psicologia. O foco de seu trabalho é voltado para a dimensão subjetiva do cliente, incluindo suas questões afetivas, relacionais, comportamentais. Ele não está capacitado para receitar medicamentos. Já o psiquiatra é um profissional formado em medicina que opta pela especialização em psiquiatria e tem como foco o tratamento dos transtornos mentais. Por sua formação, o psiquiatra está habilitado a receitar medicamentos. Em geral, estas duas áreas trabalham juntas e podem, em colaboração aumentar as chances de sucesso no tratamento do cliente.

 

  • A psicoterapia é indicada só para quem tem "problemas mentais"? Quando posso buscar um atendimento psicoterápico?

       As pessoas que passam por algum tipo de sofrimento subjetivo podem se beneficiar muito da psicoterapia, mas ela não é exclusivo para estas pessoas. Qualquer pessoa que tenha interesse em conhecer melhor sua dinâmica psicológica pode se beneficiar da psicoterapia. Neste sentido, todas as pessoas podem buscar um atendimento psicoterápico sempre que considerar conveniente seja para buscar alívio para sofrimento decorrente de algum problema de ordem subjetiva, ou mesmo para aprofundar o conhecimento sobre seus próprios processos psiquicos. Para aquelas pessoas com problemas mais graves, pode ser que o psicólogo sugira uma avaliação psiquiátrica.

 

  • Porque trabalhar com o corpo?

       Todas as nossas experiências de vida acontecem por meio, atraves de nosso corpo. Nossas sensações, sentimentos e afetos são experimentados no corpo. Os bloqueios que limitam nossa capacidade de lidar com a vida também são manifestos no corpo. O corpo abriga toda a história de desenvolvimento da personalidade dos sujeitos. Neste sentido o trabalho com o corpo é mais uma ferramenta útil no processo psicoterapêutico. Os métodos de mobilização corporal utilizados em terapia ajudam o cliente a encarar suas limitações de maneira objetiva, profunda e segura ampliando a capacidade de experimentar a pulsação da vida no próprio corpo.

 

  • Qualquer pessoa pode fazer terapia corporal?

        A terapia corporal é uma modalidade terapêutica que tem como pressuposto a compreensão de que o corpo abriga elementos da dinâmica psíquica dos sujeitos e eventualmente intervenções que promovem a mobilização do corpo são utilizadas. Isso não significa que todos os que estão fazendo terapia corporal devem estar aptos a fazer grandes movimentações e exercícios corporais. Pelo contrário, é possível trabalhar com o corpo de maneira muito suave e consciente atingindo resultados importantes. Mesmo aqueles com limitações físicas podem se beneficiar da terapia corporal. Também não existem pessoas mais ou menos indicadas para fazer terapia corporal. Todos nós vivenciamos a vida no corpo. Neste sentido, a terapia corporal é aberta a todos os que queiram experimentar um processo terapêutico que tem no corpo uma possibilidade de atuação.

 

  • Quanto tempo dura o processo psicoterapêutico?

        Vários elementos incidem sobre a duração de um processo psicoterapêutico: as demandas do cliente para a terapia, a natureza dos problemas que se pretendem ser trabalhados, a relação cliente-terapeuta, a evolução do processo, o engajamento do cliente, entre outros. Em suma, não é possível determinar com precisão a duração de um processo terapêutico. Este irá variar caso a caso. Durante o processo em desenvolvimento são realizadas algumas avaliações conjuntas entre terapeuta e cliente que analisam a evolução da terapia e uma eventual finalização da mesma.

 

  • O psicólogo pode contar para alguém sobre o que é conversado nas sessões?

       Seguindo o código de ética profissional, o psicólogo não pode compartilhar nada a respeito dos conteúdos conversados nas sessões de terapia. Tudo o que é trabalhado em terapia é de caráter sigiloso.

 

    Caso você queira ainda tirar alguma outra dúvida, fique à vontade para escrever uma mensagem na sessão "Contato", ou enviando um e-mail para lnobrega.psi@gmail.com.